top of page
  • Foto do escritorCarolina Thans

Por que os jogos eletrônicos podem ser tão viciantes?

Atualizado: 2 de ago. de 2020

A tecnologia vem se aprimorando em várias áreas, e uma delas são os jogos eletrônicos que vem evoluindo. Os gráficos dos jogos estão cada vez mais reais, coloridos e encantadores.


Segundo Daniel Spritzer, psiquiatra que estuda sobre jogos eletrônicos, existem alguns fatores que contribuem para a atratividade dos jogos e que são muito bem pensados e calculados por seus desenvolvedores.


Os jogos eletrônicos possuem diversas modalidades como MMORPG (Massive Multiplayer Online Role Playing Game) no qual são múltiplos jogadores jogando ao mesmo tempo com personagens e o mais conhecido é o World of Warcraft (WoW), os FPS (Tiro em primeira pessoa) como o Counter Strike e os de construções como Minecraft.


Cada uma dessas modalidades tem suas particularidades o que amplia as opções para todo tipo de gosto. Outro aspecto que devemos considerar em relação aos jogos, são suas características.


Características dos jogos eletrônicos


Criação de personagens (avatares):

Os jogos online permitem criações de personagens, geralmente as características são pré-estabelecidas, mas todas as opções possuem algum potencial. Os personagens e os gráficos são criados com alta qualidade que parece real, contribuindo para uma imersão no jogo.


Ambientes seguros:

Os ambientes dentro dos jogos são seguros, não correm riscos de frustrações o que permitem que fiquem mais confortáveis. É claro que existem os momentos de irritação por não conseguir algum prêmio por exemplo, mas comparando com a vida real, são ambientes mais confortáveis para um jovem.


Gratificações:

Possuem o próprio sistema de gratificação com premiações e recompensas como, elevações de níveis, caixas-surpresas, pontos, etc., tudo para que o jogador se sinta estimulado a continuar jogando. O jogador é valorizado a cada conquista, seja com brindes, itens, estrelinhas, o importante é que isso gere a sensação de gratificação e recompensa. Afinal, quem não gosta de se sentir valorizado?!


Interação social:

Oferece conexão com outros jogadores. Nos jogos de multiplayers, que são os que muitas pessoas jogam juntas, os jogadores podem construir relações sociais, formar grupos, criar amizades, o que também contribui para uma satisfação. Nos tradicionais jogos de MMORPG, existem as possibilidades de criar times, no qual cada um terá uma função, podendo desempenhar suas habilidades e contribuindo para a evolução e avanço da equipe.

Como tudo na nossa vida, ficamos melhores com a prática, e nos jogos não é diferente. Para melhorar de nível na maioria dos jogos, isso exige uma maior dedicação, como passar horas jogando.


Portanto, não adianta falar pro seu filho parar de jogar e ir fazer algo mais interessante, porque o jogo com certeza é interessante para ele.


Sobre o uso excessivo, fiz uma postagem anterior sobre o assunto, vale a pena conferir. E se quiser ser avisado quando sair post novo, cadastre-se no blog e receba em primeira mão!

Referência:

ABREU, C. N.; EISENSTEIN, E.; ESTEFENON, S. G. VIVENDO ESSE MUNDO DIGITAL: Impactos na saúde, na educação e nos comportamentos sociais. In: SPRITZER, D.; PICON, F. Dependência de jogos eletrônicos. Porto Alegre: Artmed, 2013.



Crédito: Imagem de Anton Porsche por Pixabay


33 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page